sexta-feira, 7 de outubro de 2011


Sinto falta disto. Sentar-me num canto e começar a deixar soltar palavra por palavra. Os dias vêm uns a seguir aos outros e o tempo já não é o tempo. Deixei de ter tempo para parar e pensar em mim. Deixei de estar tão presente para a minha família e amigos, deixei-me levar pela corrente da vida académica. E não desgosto. Muito pelo contrário. Um dos momentos que guardo, e vamos ainda na segunda semana, foi numa praxe começar a cantar uma música, no concurso "Caça Talentos", ao som do luar. Qual não foi o meu espanto que começam alguns coleguinhas a cantar comigo e também as Doutoras. Venho a descobrir depois da minha actuação que tenho Dr.'as que já foram catequistas ou têm um papel relevante na Igreja. E é neste sentido que afirmo que o Amor Maior, em que acredito, está em qualquer lado, até mesmo na merda da praxe.


8 comentários:

Expressa-te.