segunda-feira, 16 de agosto de 2010

"Tem que haver CONTRAS para haver PRÓS".

Ontem parecia que o mundo ia ruir mesmo à minha frente, sem forças e sem estado para caminhar, lá consegui atingir o estado normal para avançar e avançar, nem que só fosse para chegar a casa à hora marcada. Não pedia nada, sem ser a morte e, de igual forma, eu não sabia o que se passava comigo. E daí eu responder: "não se passa nada". Mas num eclipsar de tempo parece que tudo fazia sentido, aquando da tua resposta: "Tem que haver CONTRAS para haver PRÓS". O mais curioso é que eu sei/ sabia isso perfeitamente, porém parece que naquela indefinição não alcançava o óbvio, aquilo que toda a gente constata e fala. Palavras mágicas essas ditas no momento exacto pela pessoa que queria ali junto a mim, não poderia ser mais perfeito.


Frase de um livro: "Às vezes temos de bater no fundo para renascer".

8 comentários:

  1. Por depender de nós (do dois) é que parece ser o fim.

    ResponderEliminar
  2. Eu também não tenho nenhum daqueles vícios, felizmente.
    O homem deixa-se dominar por eles, sim.

    ResponderEliminar
  3. O pior é que isto já não é de agora, já dura algum tempo..
    Eu gosto muito deles, tem música lindas.

    ResponderEliminar
  4. Sim, também depende das crianças, há miúdos mais quietos e outros que começam logo a gritar e a partir tudo.. acho que isso depende da educação que os pais lhes dão

    ResponderEliminar
  5. É dificil esquecer, eu gosto deste sentimento, mas talvez seja como dizes, sem pssiblidade de haver frutos. Com o tempo eu vou esquecer, aos poucos.

    ResponderEliminar
  6. A melhor solução parece-me mesmo desistir, mas como não posso fazer isso com um estalar de dedos, resta-me dar tempo ao tempo.

    ResponderEliminar
  7. Exactamente, tiramos sempre alguma coisa.

    ResponderEliminar

Expressa-te.